Arquivo da categoria: SUZUKI

MOTOS SUZUKI

Suzuki da Índia apresenta a nova GIXXER 155 cilindradas !!!


article_image32758 
     A Suzuki da Índia acaba de revelar uma nova moto, uma 155 cilindradas naked de estilo moderno e jovial, a Gixxer 155.

     “Gixxer” é a forma de pronúncia usada nos países de língua inglesa para a sigla “GSX-R”, que designa as motos esportivas da marca. Essa “Gixxer” não é bem uma esportiva, está mais para uma street, chegando a ser parecida com a nossa Honda CB 300R. A Suzuki já teve uma GSX-R 250 de estilo derivado de suas motos de maior cilindrada, mas não é o caso dessa, apenas do nome sugestivo.

Suzuki-Gixxer-155cc-motorcycle-india-10

     Em princípio, essa moto destina-se somente ao mercado indiano, mas pode revelar uma atualização de design a ser seguida por esta fabricante em todo o mundo, bons ventos que deveriam soprar por aqui também.

Suzuki-Gixxer-155cc-motorcycle-india-12

     O motor monocilíndrico de 155 cc é refrigerado por ar, tem comando SOHC e ainda é alimentado por carburador, cuja potência ainda não foi oficialmente divulgada, mas deve ficar entre 14 e 15 HP.

Suzuki-Gixxer-155cc-motorcycle-india-20_jpg_pagespeed_ce_B777oeRxna

     A suspensão é com monoamortecedor traseiro e freio traseiro de tambor, portanto tecnicamente deixa a desejar. O ponto bom é o painel de instrumentos, que é totalmente digital. Os pneus são 100/80-17 e 140/60-17.

     fonte: http://sobremotos.solupress.com/

Suzuki-Gixxer-155cc-motorcycle-india-15

Equipe: MotosBR

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em SUZUKI

Suzuki lança da Espanha a nova V-Strom 1000 – 2014 !!!


img72928-1386260409-v580x435

     A Suzuki esta lançando hoje (05) em Almeria, na Espanha, a nova V-Strom 1000, uma motocicleta totalmente diferente que chega para agitar o mercado das big trails. Segundo a montadora ela chega às concessionárias europeias em fevereiro de 2014 por 9.999 libras, aproximadamente R$ 39.900.

     Seu conjunto esta bastante modificado em relação à última versão. Agora, seu motor possui 1.037 cm³ (anterior era de 996 cm³), e produz 100 cv de potência máxima e torque de 10,6 kgf.m a 4.000 rpm.

img72932-1386260415-v580x435

     A nova V-Strom é a primeira moto da marca japonês a contar com controle de tração integral, sendo dois estágios e também com a opção de desligar. Vem equipada com freios ABS e seu conjunto de suspensão é invertido com 43 mm de diâmetro na dianteira e monoamortecido com regulagens da pré-carga na traseira.

     O Design é inspirado na DR 750S, primeira moto de grande porte da marca on/off road em 1988. Quem preferir poderá optar por uma ampla lista de acessórios que a Suzuki preparou. Seu peso total é de 228 kg (sem acessórios).

img72929-1386260411-v580x435

     No Brasil este modelo é bastante aguardado, mas, por enquanto, a representante da Suzuki no país ainda não divulgou nenhuma informação de quando ela chegará por aqui. As especulações dizem que até o fim do primeiro semestre de 2014, vamos aguardar pra ver!

     Fonte: Equipe MOTO.com.br

img72927-1386260408-v580x435

 img72930-1386260412-v580x435

 

Equipe: MotosBR

Deixe um comentário

Arquivado em SUZUKI

Suzuki prepara as Concept Recursion e Extrigger para o Salão de Tóquio 11/2013 !!!


ImageConcept Suzuki Recursion

     A Suzuki provoca-nos com a revelação de duas concept preparadas para o Salão de Tóquio a partir de 22 de novembro. A novidade mais interessante e sobre a qual mais atenções irão certamente recair quando for apresentada oficialmente no Salão de Tóquio, é uma “neo-café racer” denominada de Recursion. E o que tem de tão importante esta moto?

     Além do design futurista mas que de certa forma nos transporta para os tempos áureos das saudosas e populares café racer, a Recursion conta com um motor bicilíndrico de 588 cc, refrigerado por água, que através da adição de um turbo permitirá a este motor de média cilindrada oferecer performances comparáveis com as de motores de maior cubicagem e potência.

     Se os 100 cv à 8.000 rpm ou ainda os 10,2 kgf-m à 4.500 rpm não são os números que todos procuram, talvez com medo dos consumos e custos associados, então a Suzuki nos deixa descansados revelando que este motor será capaz de reduzir os consumos médios em 50%, quando comparado com motores de cilindrada semelhante atualmente utilizados em modelos esportivos. Será esta a primeira visão do que será a nova geração da antiga SV650?

     Mais interessante ainda, talvez por aparentar estar num estádio de desenvolvimento que a aproxima bastante de um modelo pronto a entrar em produção já neste momento, é a Suzuki Extrigger.
     Esta “mini moto” é claramente apontada como a rival perfeita da Honda MSX125 , mas a Suzuki dá um passo a mais do que a Honda deu, optando por equipar a Extrigger com um motor elétrico.

Image

Concept Suzuki Extrigger

      Tendo por missão “oferecer a mais pessoas a hipótese de experimentar a diversão de uma moto”, lema que, curiosamente, também a Honda utiliza na MSX125, a Suzuki Extrigger utiliza um conjunto de baterias e motor elétrico no interior de um quadro perimétrico, em alumínio, de aspeto robusto.

     No entanto não serão apenas reveladas novidades de modelos, pois no Salão de Tóquio, a Suzuki irá mostrar um conjunto de novas tecnologias: o “Radar Brake Support”, o “Dual Jet Engine”, uma célula de combustível arrefecida a ar para ser aplicada à maxiscooter Burgman, ou ainda um novo sistema “infotainment” e uma plataforma de próxima geração extremamente leve.

     De todas estas novidades tecnológicas que serão reveladas pela Suzuki em Tóquio, a que mais nos deixa intrigados é a “plataforma de próxima geração extremamente leve”! O que a Suzuki quer dizer com isto? A nossa melhor aposta vai para que a Suzuki esteja desenvolvendo um novo tipo de quadro, ao qual serão aplicados novos materiais, mais leves (titânio, fibra de carbono ou magnésio) e que permitam reduzir o peso das motos. Caso seja isso, a Suzuki astará a revelar os primeiros detalhes do que será a próxima geração das esportivas GSX-R, em particular, a nova GSX-R1000 esperada para 2015?

Fonte: http://www.motociclismo.pt

 

Equipe: MotosBR

1 comentário

Arquivado em SUZUKI

Suzuki Americana lança GSX-R 1000 Special Edition !!!


article_image31206

     Suzuki dos EUA anunciou durante a realização da etapa de Moto GP no país o lançamento de uma série especial de apenas 100 unidades da GSX-R 1000.

     Serão 50 unidades vendidas exclusivamente na terra do “Tio Sam” e mais 50 para venda no resto do mundo.

article_image31207

     Essa moto vem comemorar os 50 anos de presença da Suzuki nos EUA e traz como diferenciais um esquema de cores exclusivo de azul com branco que se espalha por vários componentes da moto.

     Na mesa superior do guidão uma plaqueta de identificação numerada serve para identificar cada uma destas 100 unidades. O valor e a disponibilidade deste modelo serão anunciados em breve.

fonte. http://sobremotos.solupress.com

article_image31208

 article_image31209

Equipe: MotosBR

1 comentário

Arquivado em SUZUKI

Suzuki lança GSR 750 “One Edition” na França !!!


     A GSR 750 “One Edition” é uma versão em edição limitada da GSR 750 que traz como apelo o mesmo esquema de cores e grafismos aplicado na GSX-R 1000 comemorativa ao 1 milhão de modelos produzidos da família GSX nos últimos 25 anos.

     Serão apenas 50 unidades comercializadas apenas nos concessionários franceses da marca. Além dos grafismos, uma ponteira Yoshimura e assento do garupa com cobertura (o coquinho) fazem parte do pacote de diferenciação, o qual agrega ao preço final da moto 1.000 euros.

     Fonte: http://fastmotos.com

 

 

Equipe: MotosBR

3 Comentários

Arquivado em SUZUKI

Protótipo da Suzuki Moto GP sugere o futuro da família GSX-R !!!


     article_image30287      Que a Moto GP serve de laboratório de testes para a melhoria dos modelos de rua ninguém dúvida, então os flagrantes captados nos testes do novo protótipo podem revelar quais as possíveis alterações que serão aproveitadas na família GSX-R num futuro bem próximo. Esta nova moto deverá ser revelada oficialmente em breve, antes de junho, quando acontecerão os cinco testes planejados pela fábrica na Europa.

     Desde o ano passado, a Moto GP voltou a adotar motos com motores de 1000 cilindradas, antes eram até 800cc, tornando os protótipos ainda mais próximos dos modelos comerciais. A família GSX-R da Suzuki, consagrada por sempre ser inovadora, tem ficado para trás em termos de atualizações tecnológicas, quando comparada com suas principais concorrentes, há alguns anos, portanto é bem plausível imaginar uma nova moto que busque recuperar este “tempo perdido”, pois neste protótipo pode-se perceber uma série de melhoramentos agregados.

     article_image30290      O mais visível são as radicais mudanças nas carenagens laterais e no frontal. As quatro entradas de ar dispostas em pares de cada lado do farol foram substituídas por uma única entrada localizada abaixo do numeral, num formato muito parecido ao adotado pela Ducati.

     Segundo relatos, o motor deste novo protótipo “ronca” de forma muito parecida com o motor da Yamaha M1, o que pode sugerir a adoção de um virabrequim que proporciona o mesmo efeito “big bang” que a moto de Valentino Rossi e Jorge Lorenzo utilizam. Nota-se ainda que o braço oscilante recebeu um refinamento de desenho, tem suas vigas mais finas e novos pontos de fixação.

article_image30288

      Afastada da Moto GP há alguns anos por motivos financeiros, a Suzuki deverá firmar parceria com uma ou mais equipes privadas para retornar à competição em 2014 para o aperfeiçoamento deste protótipo. A família GSX-R é muito importante para a marca em termos de conceito de marketing e de vendas e este retorno deverá servir para o desenvolvimento de produtos superiores muito importantes para a conquista de mercados emergentes, principalmente o asiático, e para deter a perda de participação de mercado que a marca vem registrando.

Fonte: http://sobremotos.solupress.com

article_image30289

Equipe: MotosBR

Deixe um comentário

Arquivado em NOTÍCIAS, SUZUKI

Suzuki GSR 750A no Brasil – Teste !!!


     Após a longa espera por novos modelos, a Suzuki trouxe logo de cara cinco novidades, entre elas estão a GS 120, DL V-Strom 650, a Gladius também 650, a esportiva GSX-R 750, GSX-F 1250 FA (Full ABS) e a tão esperada naked Suzuki GSR 750A.

     A GSR 750A que agora vem para completar um segmento de mercado que se fortalece cada vez mais, deixa evidente que veio para encarar a concorrência de frente.

      Suas principais rivais, não só em categoria e cilindrada, mas também em preço são: a também recém lançada Kawasaki Z-800, a dupla da Honda, CB 600 F Hornet e Honda CB 1000, BMW F 800R e a menos potente delas e mais acessível ao bolso Yamaha XJ-6.

      Com visual moderno, robusto e compacto já era fácil de se imaginar que a experiência em cima dela seria instigante e cheio de adrenalina.

     Com a frente bem compacta, montado em cima da motocicleta, a sensação é que não se tem mais nada a sua frente logo após o painel, o farol fica bem encaixado e é praticamente imperceptível ao piloto em cima da moto.

     Já que estamos falando da dianteira da motocicleta, o painel de instrumentos é bem completo, conta com luminosidade ajustável – apresenta tacômetro analógico para rápida e fácil leitura, ampla tela em LCD com indicação de velocímetro, dispõe de um relógio, indicador de marcha engatada, medidor de temperatura do liquido de arrefecimento, medidor de combustível e dois hodômetros parciais – proporcionando total praticidade.

     O propulsor que é derivado da famosa GSX-R 750A, mais conhecida como SRAD 750, é compacto e se encaixa perfeitamente entre as pernas do piloto – na minha opinião, poderia ser um pouco melhor acabado.

     O motor que gera 106 cavalos de potencia a 10.000 rpm e pouco mais de 8 quilos de torque a 9.000 rpm, ronca suave e em baixas rotações e tem um funcionamento bem macio, mais é só acelerar acima dos 7 mil giros que o papo muda.

      A moto é muito fácil de se pilotar , tanto em baixas rotações fazendo um passeio no bairro, indo a padaria tomar um café, buscando o filho na escola, ou extraindo o seu máximo dentro de um autódromoe também transmite um ar de tranquilidade para qualquer piloto, até mesmo para os menos experientes.

     Apesar do peso de 210 kg, me impressionei com a maleabilidade da GSR 750A, e assumo que andando devagar cheguei a imaginar que ela fosse fraca quando se exigisse esportividade, mas bastou umas 3 voltas na pista para me acostumar com a moto e perceber que eu estava completamente errado, e que ela poderia ser muito mais esportiva do que imaginei.

    

     Na pista, o mais novo lançamento da Suzuki não decepcionou. Com a rotação acima dos 7 mil giros, ela coloca seus dentes de fora e fica bem arisca, a sua esportividade e comportamento do propulsor, trazem nítidas lembranças da GSX-R 750.

     Extraí o máximo que o propulsor de 106 cavalos pode proporcionar dentro dos limites da pista, e não tomei nenhum susto em nenhuma ocasião, o seu conjunto é muito equilibrado, e a suspensão invertida na dianteira tem um trabalho bem satisfatório para a proposta da motocicleta. Resumindo, ela adora curvas!

     Os freios a disco na dianteira e traseira são equipados com o sistema ABS, e proporcionam frenagens seguras e exatas, com muita tranquilidade e conforto, evitando sustos ou derrapadas indesejadas. Fortalecendo aquele papo de “pilotos menos experientes”, as motos hoje, surgem cada vez mais leves, mais potentes e cheias de sistemas eletrônicos.

     Essa parafernália toda de eletrônica se justifica, já que muitos pilotos que adquirem uma motocicleta de mais de 100 cavalos de potencia e que atinge mais de 200 km/h, nunca subiram em uma motocicleta. A eletrônica é muito importante para garantir a segurança do condutor seja ele experiente ou inexperiente.

     A posição de pilotagem proporciona um posicionamento mais ereto e confortável, principalmente para rodar na cidade, e em viagens, mas também é fácil de se encontrar o encaixe perfeito para uma pilotagem mais racing. O banco é macio o suficiente para não querermos mais descer da motocicleta.
    

     A Suzuki GSR 750A promete agitar o mercado das naked de média cilindrada, e ela estará disponível nas concessionárias em meados de Maio por 36.900 reais. A briga vai ser acirrada, quem vence essa batalha? Façam suas apostas.

Texto: Ricardo Fox  –  Fotos: Rodrigo Wood

Fonte: http://www.motorecia.com/

 

 

Equipe: MotosBR

22 Comentários

Arquivado em SUZUKI