Arquivo da categoria: DUCATI

Motos DUCATI

Designers da Zolland B criam o Wetcati 1028 x2 !!!


wetcati3

O “Wetcati” será equipado com dois motores Testastretta de 1098 cm³

     O termo moto náutica já é explícito suficiente. Entretanto, os designers da sueca Zolland AB resolveram levar esse conceito a um nível acima e criaram o “Wetcati 1098 x2″. Além do trocadilho no nome, a moto náutica tem visual inspirado na Ducati Diavel. Desde a dianteira (com farol e tudo) até as entradas de ar laterais e a rabeta são idênticas às da power cruiser italiana.

wetcati4

     Segundo a imprensa italiana, o modelo é mais do que um simples exercício de imaginação e deve sair do papel pela Cigarette Racing, conhecida pela lancha esportiva 42X Ducati Edition, feita em parceria com a marca de Borgo Panigale. Sobre a motorização, diz-se ainda que será diferente de sua contraparte de rua: dois motores bicilíndricos Testastretta de 1098 cm³ e 160 cv cada um, ao invés do propulsor de 1198 cm³, que equipa a motocicleta. E aí? Ficou bonito?

Por: Carlos Bazela

Fonte: http://infomoto.blogosfera.uol.com.br/

 

 wetcati2

 wetcati

 

 

Equipe: MotociclismoBR

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em DUCATI, NOTÍCIAS

DUCATI 1199 Superleggera 2014 !!!


2014-Ducati-1199-Superleggera-studio-11

    Comemorando o compromisso da fabricante italiana com tecnologia de desempenho e construção leve, a Ducati orgulhosamente apresenta o seu mais recente modelo dos sonhos em uma edição limitada, a exclusivíssima 1199 Superleggera. A nova máquina combina uma precisa combinação de materiais como titânio, magnésio e fibra de carbono para definir a melhor relação peso-potência de qualquer motocicleta de produção na história. Produzindo mais de 200 cv e pesando apenas 155 kg*, a Ducati demonstra sua engenharia inovadora e abordagem elegante de design, ao afirmar sua máxima de “Autêntica Performance Italiana”.

     A Superleggera segue os passos de sucesso das icônicas edições limitadas anteriores, como a Desmosedici RR, com seu destaque de exclusividade e ousadia com apenas 500 unidades dessa extraordinária máquina, sendo construída na sede da Ducati em Bolonha, na Itália, cada uma com seu número individual inscrito no painel.

     Baseada na já impressionante especificação da 1199 Panigale ‘R’, a Superleggera incorpora um quadro monocoque de magnésio e rodas de magnésio forjado Marchesini, antes de levar a redução de peso ao extremo com subquadro traseiro e carroceria de fibra de carbono, bateria de íon-lítio e sistema de escapamento integral de titânio com bocal do coletor em aço inoxidável. Grande parte dos parafusos e porcas são confeccionados em titânio. 

     Outras melhorias incluem a leve suspensão dianteira Öhlins FL916 com a extremidade inferior dos garfos totalmente usinadas e uma suspensão traseira Öhlins TTX36 com mola de titânio. Os freios Brembo M50 Monobloco da Superleggera são herdados de um cilindro mestre dianteiro MCS 19-21, derivado das corridas e com ajuste remoto e sua transmissão final foi atualizada com uma coroa traseira de liga leve Ergal e corrente de transmissão 520, específica do Mundial de Superbikes. Ainda maior atenção aos detalhes é dado na forma da carroceria de fibra de carbono, que é moldada com a mesmo perfil de alta penetração normalmente proporcionada pelo kit aerodinâmico adicional da especificação “R”.

ducati-1199-superleggera-2014-04

     O motor Superquadro, com bielas e válvulas de admissão de titânio, agora também tem válvulas de escape de titânio, e primeira vez em uma Ducati de linha, pistões especiais de dois anéis.  Esses pistões, normalmente encontrados nas versões em motos de competições, apresentam saias curtas e apenas dois anéis (um de compressão em um de óleo) permitindo uma dramática redução de massa e atrito.  Para aumentar ainda mais a performance, a câmera de combustão também foi modificado segundo especificações da Superbike com uma nova coroa de pistão que aumenta a taxa de compressão.  Adicionalmente, há um virabrequim super-leve, com balanceamento de precisão usando densos insertos de tungstênio. As melhorias resultam em uma potência incrível de mais de 200 cv ao sair da fábrica Borgo Panigale da Ducati em Bolonha, na Itália.

      A excelente relação peso-potência da Superleggera pode ser melhorada ainda mais com o kit de Corrida, somente para as pistas**. O kit, que aumenta a potência em 5 cv e reduz o peso em mais de 2,5 kg, consiste de um sistema de escape de competição em titânio da Akrapovič incluindo silenciador e coletor em configuração 2-em-1, bolha alta de competição, uma capa de proteção especial, cavalete dianteiro e traseiro, capas usinadas das capas dos retrovisores e kits de remoção do suporte da placa e apoio lateral.

1-07-1199-Superleggera

     A eletrônica embarcada também foi melhorada graças ao novo sistema para gerenciar “wheelie” (Ducati Wheelie Control – DWC) na qual está baseada numa Plataforma Inercial.  O DWC, combinado com o Controle de Tração Ducati (Ducati Traction Control – DTC) e Controle de Freio Motor (Engine Brake Control – EBC) é otimizado com uma nova calibração automática das dimensões do pneu traseiro e relação final de transmissão.  O sistema Ducati Data Analysis+ (DAA+) adiciona um sensor e canal de software para registrar e exibir o ângulo de inclinação da motocicleta.  Esse impressionante conjunto de eletrônica é completado por um sistema derivado da competição com botões de controle montados no guidão que permitem ajustes rápidos, na pista, do nível pré-selecionado do DTS, DWS e EBC.

     Adequada ao seu exclusivíssimo status de uma das Ducatis mais exóticas e desejáveis de todos os tempos, a 1199 Superleggera vem esplendidamente vestida em vermelho Ducati Corse, complementado com rodas de magnésio forjado e usinado.  *Peso seco **Somente para uso nas pistas

     Fonte: http://www.motonauta.com.br/

ducati-1199-superleggera-1

 

Equipe: MotosBR

Deixe um comentário

Arquivado em DUCATI

Ducati apresenta a Monster 1200 – 2014 !!!


img72112-1383588688-v580x435

     A Ducati apresentou nesta segunda-feira (04), em Milão, três dias antes do EICMA, a sua grande novidade para o salão, a Monster 1200. Uma moto que pela primeira vez contará com um motor refrigerado a líquido, o mesmo da 1200 Multistrada, porém com mudanças em seu gerenciamento eletrônico.

     Este novo sistema é para que ela seja mais bem aproveitada nos deslocamentos urbanos, com menor potência. O seu rendimento chega aos 135 cv na versão standard e 145 cv na versão S.

img72111-1383588688-v580x435

     A versão mais básica é equipada com conjunto de suspensão da marca Kayaba na dianteira e Sachs na traseira, já o modelo S, vem com o conjunto completo da Öhlins.

     A Monster 1200 recebeu as rodas da superesportiva 1199 Panigale e o seu sistema eletrônico é completo com diversos mapas diferenciados, controle de tração em vários níveis e freios ABS de série.

img72114-1383588690-v580x435

     Em relação a última versão da Monster, ela ficou com linhas mais sutis, perdeu o suporte de placa, que agora está junto ao pneu semelhante a Diavel e manteve o quadro tipo treliça tubular com balança monobraço em alumínio.

     O preço divulgado pela montadora é de 13.490 Euros na versão standard e 15.990 Euros para o modelo S.

Fonte: Equipe MOTO.com.br

img72107-1383588686-v580x435

 img72108-1383588687-v580x435

 img72109-1383588687-v580x435

 

Equipe: MotosBR

1 comentário

Arquivado em DUCATI

Ducati 899 Panigale em breve !!!


Image

     De acordo com o website suíço AcidMoto.ch, a imagem acima é a primeira vez que a nova Ducati 899 Panigale se mostra em público. De acordo com o mesmo síte, a nova versão da Panigale servirá para substituir a atual 848, sendo que a marca italiana fará a apresentação da mesma durante o Salão de Milão – EICMA.

     O que podemos verificar na imagem, as duas Panigale não serão dramaticamente diferentes em termos visuais, aliás, fugir do design da 1199 Panigale seria quase um “crime” tendo em conta que é uma das superesportivas que mais atenções consegue atrair quando passa na estrada.

     Quanto a novidades, os meios de comunicação italianos apontam para a utilização de um garfo Showa Big Piston e um amortecedor traseiro, também colocado em posição horizontal como na 1199 Panigale, mas da marca Sachs.

     O motor seguirá as características do motor bicilíndrico Superquadro, ou seja, pistões de diâmetro grande e curso curto. A potência esperada para um motor deste tipo é entre os 150 e os 160 cv, deixando de lado, aparentemente, a hipótese que em Borgo Panigale continuará a utilizar o bicilíndrico Testastretta da 848, ou mesmo o novo 821 cc que a marca instala nas novas Hypermotard e Hyperstrada.

     Outra grande diferença entre as duas versões da Panigale localiza-se na traseira, mais precisamente no braço oscilante. A 899 Panigale adota um braço oscilante convencional, enquanto a 1199 Panigale utiliza um monobraço. Já as rodas ostentam o mesmo design.

     Em breve deve haver a divulgação de mais dados técnicos da nova Ducati 899 Panigale, pois o Salão de Milão – EICMA  já é em novembro… em bem sabemos como as marcas gostam de deixar os fãs mais entusiasmados a cada dia que passa, divulgando pequenas iformações sobre as suas novidades.

fonte: http://www.motociclismo.pt

Ducati-Panigale-899-770x472

 

Equipe: MotosBR

1 comentário

Arquivado em DUCATI

Ducati anuncia a nova Scrambler 2014 !!!


not ducati Ducati Scrambler 2014 anunciadaFoto Divulgação

     Ducati Scrambler 2014:  com exclusividade, a revista internacional MCN anuncia o novo modelo Scrambler, que entrelaça a memória de um modelo clássico com a tecnologia contemporânea da Ducati.

     As clássicas Scramblers eram muito queridas pelos pilotos nas décadas de 60 e 70 e a Ducati pretende trazê-los novamente a tona. A revista internacional MCN anunciou a Ducati Scrambler 2014, um modelo que trará a configuração da Ducati Scrambler da década de 70 com o motor de dois cilindros refrigerado a ar da Ducati Monster 796.  

    A Ducati, ao incluir Scramblers em suas famílias,  integra o universo das clássicas com configurações e tecnologia atuais, tal como as concorrentes quando lançam modelos como a  Honda CB1100, a Yamaha  XJR 1300 por exemplo . Marcas como Royal Enfield também tem surgido com esse viés retrô.

     A Ducati Scrambler 2014 seguirá a genética de sua ancestral da década de 70, mantendo a cor amarela e formas semelhantes a de sua antecessora, mas equipada com o motor da Monster 796 cc. Veja abaixo a Ducati Scrambler 450, famosa nos anos 70 e faça suas comparações.

     por Marilia Porcari  –  Fonte: http://www.bestriders.com.br

sc4an Ducati Scrambler 2014 anunciada
Scrambler 450

 

Equipe: MotosBR

1 comentário

Arquivado em DUCATI

Ducati 1199 Panigale R chega por R$114.900,00 !!!


img67453-1374685839-v580x435

     A italiana Ducati revelou a lista com os preços das motos que irá comercializar no país. O modelo mais caro é a 1199 Panigale R, versão top da esportiva da marca que atinge 195 cavalos de potência. Esta máquina chega através de importação e o seu preço é de R$ 114.900.

     De acordo com a empresa, até o final do mês três concessionárias estarão operando para atender o público. Ao todo serão comercializadas quatro versões da esportiva Panigale, com preços a partir de R$ 79.900, e também outros modelos, como a naked Streetfighter 848 e a aventureira Multistrada.

img67452-1374685619-v580x435

     Confira a lista das motocicletas com os preços comercializados

Motocicletas montadas em Manaus
Monster 796 – R$ 37.900
Diavel Black – R$ 58.900
Diavel Cromo – R$ 63.900
Diavel Carbon – R$ 69.900

img67451-1374685619-v580x435

Motocicletas importadas
Streetfighter – R$ 52.900
Multistrada ABS – R$ 67.900
Multistrada Touring – R$ 79.900
Multistrada Pike Peak – R$ 89.900
Panigale ABS – R$ 79.900
Panigale S – R$ 94.900
Panigale Tricolore – R$ 102.900
Panigale R – R$ 114.900

Fotos: Divulgação  –  Fonte:Equipe MOTO.com.br

img67448-1374685614-v580x435

 img67449-1374685615-v580x435

 img67450-1374685616-v580x435

 

Equipe: MotosBR

2 Comentários

Arquivado em DUCATI

Ducati Cidade Jardim/SP – A primeira concessionária da marca no Brasil !!!


images

     A italiana Ducati Motor Holding anunciou em coletiva de imprensa, com a presença do CEO Claudio Domenicali, a primeira concessionária da marca, instalada na Avenida Faria Lima, em frente ao Museu da Casa Brasileira, em São Paulo. É a primeira de dez que estarão inauguradas até o final deste ano, em várias capitais e algumas grandes cidades do interior, marcando o início da rede nacional.

     Essa concessionária pioneira é a Ducati Cidade Jardim, que desde novembro do ano passado foi nomeada o primeiro Ducati Service no país, prestando assistência técnica autorizada para todos os modelos da marca de Borgo Panigale, na Bolonha, sede da Ducati, onde os mecânicos foram preparados.

     A operação industrial e comercial da fabricante italiana no Brasil é feita pela filial Ducati Brasil, que já vem produzindo o modelo top de linha Diavel, no Distrito Industrial de Manaus. É uma típica “muscle,” de altíssimo desempenho, que está entre as motos mais arrojadas e tecnológicas do mundo.

     Além da primeira concessionária, foi apresentado o segundo modelo Ducati nacionalizado, a lendária Ducati Monster, líder de vendas da marca no mundo. O diretor-geral da filial brasileira, Ricardo Susini, adiantou também que a próxima Ducati a ser nacionalizada será a Multistrada, o modelo mais sofisticado da marca, com previsão do começo de vendas para o final deste ano.

     A Monster 796, que já está em produção no Brasil e exposta na concessionária, é uma autêntica naked, cujo primeiro modelo foi apresentado em 1992 na Feira Internacional em Colônia, na Alemanha. Tornou-se imediatamente um ícone, criando o novo segmento no mercado mundial das motos naked, sem carenagem. Com ela a Ducati efetivou o avanço tecnológico das “peladas”, que até então eram motos convencionais apenas “depenadas”.

     A Monster chegou como um projeto arrojado, com excelência tecnológica, num conceito chamado de minimalista, onde “o menos é mais”.

     Projetada com menos peso e muito mais potência e torque ela não tem rivais. Seu design balanceia a arte, com sua aparência sedutora, e o prazer da pilotagem assentado acima de tudo em sua performance.
A Monster 796 que estará à venda na concessionária a partir e julho é a evolução do modelo, que marcou o mercado e influenciou os demais fabricantes. Ela é a moto de “entrada” no espírito da Ducati, a moto “pequena” da marca.

     Mas é um bólido com mais desempenho que as concorrentes e a Ducati mais vendida no mundo, entre outras porque as concorrentes da categoria não oferecem a tecnologia que está embarcada nela. Nem o desempenho.

    Como as demais concessionárias que virão, a Ducati Cidade Jardim terá à venda além dos modelos nacionalizados o restante da linha que será importada, com uma parte cada vez mais diversa dela nacionalizada.

     O CEO da companhia, Claudio Domenicali, afirmou que a expectativa é que num breve tempo o Brasil já se coloque entre os cindo maiores mercados da Ducati no mundo. É uma previsão entusiasmada do chefão de Borgo Panicale, um engenheiro que entrou na empresa em 1991 com a incumbência de desenvolver uma moto monoclíndrica para ganhar corridas em campeonatos europeus e mundiais.

     Ao se apresentar aos jornalistas brasileiros, o que era desnecessário mesmo sendo a primeira vez que vem ao Brasil como CEO da companhia, por ser figura carimbada da Ducati Corse, a divisão de competições, Domenicali tinha projetada atrás de si a foto de um pelotão de motos de corrida – ele pilotando a da frente, apontou. Como acontece invariavelmente com todos os engenheiros da fábrica, ele começou na empresa pelo departamento de competições.

     fonte: http://www.motokando.com

ducati-1

 

Equipe: MotosBR

2 Comentários

Arquivado em DUCATI, NOTÍCIAS