Copa do Mundo pode ser nociva para as vendas do segmento de duas rodas !!!


POST_MERCADO_1

Para fabricantes, consumidor tende a consumir outros produtos, como TV, e pode postergar decisão de compra de uma moto nova

     Segundo a  Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) a realização do torneio no País pode ser nociva para as vendas do segmento de duas rodas. “Com a Copa, os brasileiros tendem a consumir outros produtos, como televisores, e isso pode postergar a decisão de compra de uma motocicleta”, concluiu Marcos Fermanian, presidente da Abraciclo.

     Segundo a entidade, o ano que vem não deve apresentar crescimento por conta das incertezas quanto ao rumo da economia e um maior número de feriados deve ter impacto direto no segmento das duas rodas. “Nossa perspectiva é de um 2014 estável, sem mudanças no cenário em relação a 2013, que prosseguiu com a seletividade de crédito e retração da atividade econômica”, disse Fermanian.

Saldo negativo

     De acordo com a Abraciclo, o mercado de motocicletas irá fechar o ano de 2013 com saldo negativo. Os licenciamentos de motos de janeiro a novembro deste ano totalizam 1.374.988 unidades, um total de 8,3% a menos que o mesmo período de 2012, onde foram emplacadas 1.499.397 motocicletas. Com um menor número de emplacamentos, a produção também foi afetada e recuou 2,2% em relação ao ano passado. Em 2013, de janeiro a fevereiro, foram montadas 1.588.230 motocicletas no Polo Industrial de Manaus (PIM), sendo que em 2012 foram produzidas 1.623.961 unidades.

     As vendas no atacado também sofreram retração, chegando a 1.478.844 unidades comercializadas contra 1.522.134 no acumulado de 2012, uma queda de 2,8%. O presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, ressaltou que o mercado “sofreu com a retração na economia. Porém, a única região do País que teve um aumento no consumo foi a Norte”, explicou o presidente da associação.

     O mercado, entretanto, vive um momento antagônico. Enquanto os consumidores de modelos de baixa capacidade cúbica suam a camisa para obter crédito, as marcas que comercializam motos de alta cilindrada, consideradas premium, devem bater recordes de vendas. Harley-Davidson e BMW, por exemplo, já anunciaram números superiores a 2012 para fechar o ano, com 8.000 e 7.700 unidades comercializadas, respectivamente.

     Atualmente o Brasil é o quinto maior produtor de motocicletas do mundo, com uma frota nacional de mais de 20 milhões de motos e uma produção anual em cerca de 1,7 milhão de unidades.

    Por Carlos Bazela e Roberto Brandão Filho – http://infomoto.blogosfera.uol.com.br/

Top 5 – Marcas mais vendidas entre janeiro e novembro de 2013 

1) Honda – 1.109.669 unidades – 80,7%

2) Yamaha – 149.149 unidades – 10,85%

3) Suzuki – 25.401 unidades – 1,85%

4) Dafra – 23.519 unidades – 1,71%

5) Shineray – 9.936 unidades – 0,72% 

POST_MERCADO_3A falta de crédito, principalmente para consumidores de modelos de baixa cilindrada, é o principal revés do mercado 

 

Equipe: MotosBR

3 Comentários

Arquivado em NOTÍCIAS

3 Respostas para “Copa do Mundo pode ser nociva para as vendas do segmento de duas rodas !!!

  1. Marcelo Nascimento

    A Copa será nociva em todos os sentidos; não só para a venda de motocas que, salvo engano, não foi lá essas coisas em 2012 e também 2013…

    Porém, entendo que não devemos por a culpa toda na conta da Copa. Que não será benéfico para o Brasil, isso todos nós já sabemos. Somente patrocinadores e as construtoras dos estádios é que ganharão…

    A desonesta carga de impostos também é responsável pelos números das vendas. Aliás, o quadro acima, com o número de motocas comercializadas, retrata bem a situação de pobreza do país. Os três primeiros lugares não é novidade para ninguém. Mas vejam os dois seguintes; Dafra e Shineray. Essa última, inclusive, é superada pela jurássica Suzuki em apenas 1%. Aliás, não sei como a Suzuki aparece em terceiro, pois fica cinco anos ou mais sem lançar novidades… e olha que tem algumas motos até boas – esportivas, pois as demais são a cara do Jurassik Park.

    Além disso tem também a questão da renda; extremamente concentrada nas classes mais abastardas, dificultando o crédito aos que tem menos recurso. Por outro lado, liberar o crédito apenas não basta – como vimos até pouco tempo – é preciso checar o percentual de inadimplência, ou seja, precisamos de soluções sustentáveis. Chega de bolhas.

  2. Caio Vinícius

    O governo do PT vai afundar todos os setores do mercado Brasileiro.

  3. rogerio

    o que realmente e nocivo sao os preços praticados, pelas montadoras,pois la fora os preços sao quase a metade do que se pratica aqui,dizer que tudo e culpa do governo e facil,abraço

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s