Algumas dicas importantes para viagens de moto !!!


4

     Sempre que chega o final do ano as viagens começam a ser mais frequentes (ou pelo menos deveriam). E é também nesta época que aparece um jornalista especializado em moto querendo lhe ensinar o que fazer antes de pegar a estrada. Sem a pretensão de dizer o certo e o errado, reunimos algumas dicas que certamente deixarão sua cabeça focada na diversão, ao invés de se preocupar com possíveis entreveros normais das viagens nesta época do ano.

Roteiro
     Em primeiro lugar defina seu roteiro. Há aqueles que preferem fazer tudo com muita antecedência, o que realmente é bom. Mas se você ainda não escolheu seu destino, relaxe. Sente com paciência em frente a um computador e, com calma, escolha o lugar ideal para suas férias, além de todo itinerário. Imprima e leve consigo. Essas informações o ajudarão muito no caminho.

     Na internet há boas opções como, por exemplo, o Google Maps, MapLink, Apontador etc. Consulte também os sites do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT) – http://www.dnit.gov.br -, e o da Confederação Nacional do Transporte (CNT) – http://www.cnt.org.br. Em ambos é possível mapear as condições das estradas e, dessa forma, escolher a rota mais adequada ao tipo de moto que vai pilotar.

     Antes de partir, é crucial conferir se existem postos de combustível e restaurante no trajeto. Ao parar para abastecer, a recomendação é verificar o nível do óleo do motor – para evitar eventuais vazamentos, o nível não deve ser ultrapassado – e a calibragem dos pneus.

     No caso de viagem com garupa, por exemplo, o pneu traseiro deve receber pressão maior para compensar o peso extra – confira a recomendação no manual da sua moto. As dicas para uma dirigibilidade mais segura não estão ligadas apenas ao veículo de duas rodas. É necessário também que o motociclista faça uma parada a cada 90 minutos para movimentar os músculos. Isso ajuda a evitar os efeitos da fadiga e da ação do vento. Para assegurar comodidade e melhor rendimento, é aconselhável aquecer-se e fazer exercícios de alongamento nas paradas.

 

1

 

Sempre equipado
     Logo depois de escolher seu destino, prepare seu vestuário. Até pouco tempo atrás, os motociclistas eram obrigados a usar o mesmo equipamento no calor ou no frio, a grande maioria em couro. Entretanto, hoje em dia, o mercado oferece equipamentos que protegem o motociclista no dias frios, mas podem protegê-lo e garantir conforto no calor do verão brasileiro.

     Escolha o que for melhor para você. Encare os gastos com equipamentos como um investimento em você. Então se lembre: capacete, jaqueta, calça, luva e bota são essenciais. Claro que cabe a você escolher entre o capacete aberto (Jet) e o fechado. Entre a calça jeans ou de cordura, etc. No entanto, piloto e garupa precisam estar equipados dos pés a cabeça.

Revise sua moto
     Roteiro em mãos e os equipamentos prontos para serem usados. Agora é a vez de cuidar dela, sua moto. Para viajar com total segurança, a motocicleta deve estar revisada e com pneus em ótimo estado de conservação. Leve sua motocicleta em uma oficina de confiança e peça para o mecânico verificar o nível de óleo, lâmpadas e cabos de acionamento, além do estado das velas.

     Antes de pôr o pé na estrada calcule sempre a distância a percorrer e a autonomia da moto. Não espere chegar na reserva para abastecer. Se acontecer algum problema no meio do caminho, você pode ficar na mão. Não se esqueça de levar um kit de ferramentas e reparador para o pneu. Para evitar dores de cabeça, a documentação do condutor e da motocicleta deve estar rigorosamente em dia.

     Acomode sua bagagem de preferência em bauletos e alforges. A famosa e prática mochila nas costas não é um primor nos quesitos segurança e conforto. Por isso, distribua o peso nos locais reservados para a bagagem. Se sua moto não tem bauleto, amarre a bagagem no bagageiro ou no banco da garupa com cordas elásticas, a popular “aranha”. Reserve um espaço também para a capa de chuva.

 

3

 

Últimos cuidados
     A cada ano percebemos que o verão fica mais quente, por conta dos efeitos gerados pela ação do homem na natureza. Por isso, é bom ingerir mais líquido do que o normal. Melhor ainda é o suco de frutas, ou a fruta na sua forma original, e evitar comidas pesadas, gordurosas ou de difícil digestão no caminho.

     Proteja todas as partes do corpo. Se todo o equipamento de segurança já foi vestido, atente-se para partes que possam ter ficado descobertas — como o pescoço. Com a moto em movimento o motociclista não percebe o calor, mas basta pôr a mão no capacete ou no tanque de gasolina para sentir como está sua pele. Essa exposição pode até levar a uma desidratação ou queimaduras na pele. Por fim, ande sempre com o farol aceso na estrada, além de ser obrigatório por lei, facilita a visualização dos outros veículos.

     Seguindo os procedimentos, os aventureiros terão garantido uma ótima viagem, além da chegada tranquila a seu destino. Depois é só curtir as comemorações,de Ano Novo!

por : André Jordão /Fotos: Divulgação

fonte: http://www.moto.com.br

 

2010-honda-goldwing

 

Pesquisa CNT revela as melhores rodovias de 2011
     Mais da metade das rodovias federais e estaduais brasileiras apresenta algum tipo de problema, segundo a 15ª pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT) sobre o assunto. De acordo com o levantamento, dos 92,7 mil km de rodovias pesquisadas, 53,2 mil km (57,4%) apresentam algum tipo de deficiência, sendo que 24,9 mil km (27%) estão em situação considerada crítica.

Ranking com as dez melhores estradas do país
     Ranking / Estrada / Localização
1º SP-255, SP-280/BR-374 São Paulo (SP) – Itaí (SP) – Espírito Santo do Turvo (SP)
2º SP-310/BR-364, SP-348 São Paulo (SP) – Limeira (SP)
3º SP-330/BR-050, SP-333 Ribeirão Preto (SP) – Borborema (SP)
4º SP-225/BR-369 Bauru (SP) – Itirapina (SP)
5º SP-326/BR-364 Barretos (SP) – Bueno de Andrade (SP)
6º BR-050, SP-330/BR-050 São Paulo (SP) – Uberaba (MG)
7º SP-310/BR-364, SP-310/BR-456, SP-330/BR-050 Limeira (SP) – São José do Rio Preto (SP)
8º SP-322, SP-322/BR-265, SP-323, SP-330/BR-050, SP-351 Catanduva (SP) – Taquaritinga (SP) – Ribeirão Preto (SP)
9º SP-255, SP310/BR-364, SP-318, SP-334, SP-345 Araraquara (SP) – São Carlos (SP) – Franca (SP) – Itirapuã (SP)
10º SP-127, SP-127/BR-373 Rio Claro (SP) – Itapetininga (SP)

Fonte: CNT

2

 

Equipe: MotosBR

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em ARTIGOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s