Suzuki anuncia o lançamento da GSR 150i – 2012


GSR150i

     Com sua tradicional peculiaridade, a Suzuki do Brasil anuncia o lançamento da nova GSR 150i, equipada com injeção e eletrônica e câmbio de seis marchas. Desta vez, como estratégia para o mercado de motos, a marca japonesa inovou e resolveu oferecer o modelo antecipadamente pelo Consórcio Nacional Suzuki, antes mesmo da sua chegada às concessionárias.

     As vendas da GSR 150i devem iniciar em meados de outubro. O preço sugerido para o novo modelo é de R$ 6.829. Apesar dos rumores de virtual substituta da compacta urbana Yes 125, o novo modelo não veio para decretar o fim da Yes, que permanece sendo oferecida como moto de entrada e a GSR 150i como uma opção mais equipada.

 

GSR150i1

 

     A J. Toledo, que representa a marca Suzuki no país, convidou a reportagem do MOTO.com.br para conhecer e experimentar a nova GSR 150i em um pequeno circuito urbano e rodoviário na cidade de Jundiaí (SP). Com design mais atraente e visual moderno, incluindo aí vários detalhes cromados, como os retrovisores, e o painel de instrumentos com display digital, a nova moto compacta da Suzuki ganha força para encarar as concorrentes Honda CG e Yamaha Factor.

    A GSR 150i vem equipada com motor monocilíndrico de 149,5 cm³, OHC, com duas válvulas e arrefecimento a ar, que desenvolve potência de 12 cavalos a 8.000 rpm e torque de 1,08 kgfm a 6.000 rpm. Praticamente as mesmas especificações de potência e torque da conhecida Yes 125.

GSR 150i merece destaque pelo seu pacote de tecnologia e por contar com equipamentos diferenciados, como o câmbio de seis marchas e a suspensão traseira com regulagem manual. São boas soluções para o motociclista, pois o câmbio de seis velocidades deixa a moto mais versátil e a regulagem manual da pré-carga da mola da suspensão traseira permite fazer ajustes na hora de transportar garupa ou carga, deixando a suspensão mais leve ou rígida.

 

GSR150i2

 

Ciclística
     Assim como a grande maioria das motos compactas, a GSR 150i oferece uma posição confortável e leve para a pilotagem. Com suas dimensões compactas e um guidão com bastante giro, a moto urbana compacta da Suzuki roda bem na cidade. A calibragem da suspensão é macia e o motor apresenta um funcionamento linear e silencioso. Tanto que na marcha lenta e nas acelerações suaves lembra até um motorzinho elétrico.

     O câmbio de seis marchas é um atrativo a mais para esse modelo, mas na cidade a sexta marcha praticamente perde a sua função. A relação de marchas tem um escalonamento adequado, privilegiando o regime de torque mesmo nas rotações mais baixas, evitando trocas constantes e deixando a pilotagem menos cansativa.

     Durante um trecho rodoviário, a GSR 150i mostrou que tem boa disposição até para encarar viagens mais curtas, mas não chega a ser nenhum foguetinho. Diferente do que acontece na cidade, o uso da sexta marcha na estrada mostra seu valor e melhora o consumo e reduz a rotação do motor com um desempenho satisfatório, enquanto outras motos desse porte acabam tendo que rodar apenas na quinta marcha com um giro mais alto.

 

GSR150i4

 

Mercado
     A GSR 150i possui tanque de 14 litros, a mesma capacidade da Yes e apresenta um peso de 132 kg em ordem de marcha, na média dessa categoria de motos urbanas. Segundo a Suzuki a moto vai ser vendida em uma única versão de acabamento, disponível nas cores prata, preto, amarelo e vermelho. Resta aguardar a chegada da motocicleta nas lojas e esperar para ver a agitação do mercado.

por: Aladim Lopes Gonçalves  -  http://www.moto.com.br/

 

GSR150i3

 

Ficha Técnica
Motor
4 tempos, 1 cilindro, 2 válvulas, OHC, refrigeração a ar e sistema de eixo balanceador
Cilindrada 149,5 cm³
Potência Máxima 12 cv a 8.000 rpm
Torque Máximo 1,08 kgfm a 6.000 rpm
Diâmetro x Curso 57,0 X 58,6 mm
Taxa de Compressão 9,1:1
Transmissão 6 velocidades
Alimentação Injeção Eletrônica
Partida Elétrica
Comprimento 2.055 mm
Largura 730 mm
Altura 1.090 mm
Entre-eixos 1.270 mm
Distância do Solo 165 mm
Altura do Assento 730 mm
Peso 132 kg (em ordem de marcha)
Suspensão Dianteira Telescópica de amortecimento hidráulico, mola helicoidal
Suspensão Traseira Balança articulada, com amortecedores hidráulicos pressurizados a gás, molas helicoidais com ajustes de pré-carga das molas
Freio Dianteiro Disco
Freio Traseiro tambor
Pneu Dianteiro 2.75-18 M/C 42P
Pneu Traseiro 90/90-18 M/C 57P
Tanque 14 litros
Cores Prata, Preto, Amarelo e Vermelho
Preço Sugerido R$ 6.829

 

GSR150i5

GSR150i7

Fotos: Divulgação

 

Equipe: MotosBR

Anúncios

12 Comentários

Arquivado em NOTÍCIAS, SUZUKI

12 Respostas para “Suzuki anuncia o lançamento da GSR 150i – 2012

  1. bom dia
    yes bobadinha pelo amor de Deus para com isso suzuki so pode ser a jc toledo me descupem mais essa motocicleta esta ridicula de feia
    ta serto que exibe tecnologia mais a aparencia conta muito ,
    como no caso das bandits ta atrasada em sostificaçção
    mais quem sou eu pra criticar eu nao tenho nem uma lambreta
    mais essa yes com preço de 7.000 so louco pra compra uma dessas
    pelo que eu vejo a senhora Honda vai nmandar no seguimento 150cc
    fada hemm
    se me derem um papel e uma caneta eu crio uma motocicleta com menos peso que essa ai e mais moderna que isso
    a meta deles e vender 3000 por mês dessa motocicleta
    se vender 500 eu fico loco……………………………………………….

    • leandro soares

      Perceb que vc nao entende de moto pois honda nao e moto….e prototipo…..tenho uma b-king e nao saio da suzuki por nada……

    • claudio

      RENATO VOCE TEM TODA RAZÃO.
      E VOU MAIS LONGE…CADE UMA MOTO 250CC OU 300CC…
      SERÁ QUE O PESSOAL DA SUZUKI NÃO TEM OLHOS PARA O MERCADO…RS…

  2. yuri l. calmon de siqueira

    Mais do mesmo !!!

  3. ACHO QUE Á MOTO SEM DÚVIDA SERÁ MUITO BOA AGORA VAMOS CONBINAR PRECISA MELHORAR Á LANTERNA TRAZEIRA E ESSE PAINEL E ESSE FAROL DA ÉPPOCA QUE VOVÓ ERA MOCINHA , EU NÃO AGUENTO MAIS ÁFALTA DE CRIATIVIDADE DE VCS, EM MOTOS PEQUENAS GOSTÁRIA DE VER O NOVO CHEVET, O NOVO OPALA, O NOVO CORCEL , A NOVA KOMBI ,Á NOVA BRASILHA, E ; E; E; ÁNOVA SUSUKI 150 I COM NOVAS RODAS ,COM O NOVO TANQUE , COM O NOVO PAINEL, COM O NOVO FAROL ,COM FREIO Á DISCO NAIS RODAS TRAZEIRAS COM SENSOR DE CELULAR DE PREFERENCIA FLÉX JÁ PENSOU VER ESTÁ MOTO COM Á CARA DE UMA NINJA OU UMA FALCOM EU TENHO ALGUNS DESENHOS FEITOS DE CARROS E MOTOS CRIADOS POR MÍM É UM PASA TEMPO .. ADRIANO DE CAMPOS DOS GOITACAZES CEL .. 022 97301230

  4. martines

    Eu tenho uma moto SUZUKI e essa moto 150i está muito feia as rodas de liga ficaram estranhas não gostei do escape não achei bonito os espelhos retrovisores…gostei do painel digital..mas só isso também.
    A SUZUKI precisa modernizar mais essas motos de baixas cilindradas,eu sou fã das SRAD..mas só também.

  5. diogo

    é não mudo muita coisa do rg da antiga,e ta muito cara…

  6. Eduh

    Motinha sem-vergonha feita pra pobre e subdesenvolvido. É assim que a Suzuki considera o consumidor brasileiro…Que bosta! moto ridícula de feia. Se pelo menos fosse barata….Me sentiria enganado pilotando uma coisa dessas. J. Toledo levem embora daqui esse troço, não queremos esse lixo!

  7. cabral

    por que voces da j toledo trazem essas porcarias para o brasil sendo que a suzuki tem motos muito bonitas, vocês teriam coragem de andar com esse trambolho, 6 marchas para que ,sai voando não vai mesmo copia um pouco da honda e da yamaha ate a dafra ja estão te passando, isso e feio para a marca suzuki.

  8. moriel corrêa pizzetti

    Essa moto seria vendida nos EUA por no máximo 2000 dólares,é uma vergonha esse Brasil, quanto mais pobre,mais exploração nas condições financeiras,e no valor do produto interno bruto,esse preço devia ser pelo menos uma suzuki 250cc esportiva e carenada.

  9. francisco marcos

    faço parte de uma empresa que importa motos chinesas e vejo que as chinesas ja estao fazendo motos mais bonitas e mais moderns, desejo que vcs se encaixem nesse padrao e tambem lancem motos of hold de baixa cilindrada

  10. No ano de 1977 (37 anos atras) meu pai comprou uma Honda CG 125 zero KM na loja, pagou Cr$ 19.000,00 que convertido para valores atuais em Reais seria de R$6.900,00 hoje, exatamente o que vale uma 150 cc normal. O que mudou??? Hoje muito mais tecnologia, materiais mais leves, desenho, moderno, mas a qualidade caiu muito, piorou demais. Mesmo que vc exagerasse no esforço da moto, ainda assim durava uns 15 anos, no mínimo porque a maioria das peças era fabricada no Japão. Se vc submeter uma moto atual aos mesmos esforços, em 2 ou 3 anos ela estará completamente estourada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s