A cada três acidentados de moto, um tem sequelas permanentes !!!


transito-Derrapagem-Moto-SP

     Um estudo do Instituto de Ortopedia e Traumatologia (IOT) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo mostra que um em cada três acidentados de motocicleta têm sequelas permanentes.

     Durante seis meses, dos 255 acidentados acompanhados, 84 precisaram de internação e, destes, 54% tiveram fratura exposta, 32,3% tiveram sequelas permanentes, 14,7% ficaram paraplégicos ou sofreram amputação e 82,4% ficaram mais de seis meses afastados do emprego.

      A média foi de 18 dias de internação, sendo que 14% dos pacientes, após a alta médica, precisaram ser reinternados. A maioria dos acidentes ocorreu em colisões com carro e 71% dos envolvidos são jovens no auge da produtividade. Dos pacientes acompanhados, 12% tiveram lesões neurológicas periféricas.

Fórum
     Por conta desses dados, o Instituto de Ortopedia e Traumatologia realiza nesta sexta-feira o I Fórum Segurança e Saúde. O evento, organizado em parceria com a Secretaria Municipal de Transportes, é voltado para motociclistas, técnicos de saúde e trânsito. O objetivo é buscar propostas que diminuam o número de acidentes com motocicletas. Os interessados em participar podem se inscrever gratuitamente até amanhã, pelo e-mail cegom@hcnet.usp.br, ou pelo telefone (11) 3086-4106.

Solange Spigliatti

fonte: http://www.dgabc.com.br

 

acidente-moto

 

     Não gostamos muito de divulgar noticias sobre acidentes, mas o assunto é sério e grave, pois, o aumento considerado de novos motociclistas (muitos despreparados) no trânsito, estressados e sob pressão, é um convite a tragédias, distração, manobras perigosas, falar ao celular são causas comuns de acidentes onde os motociclistas são culpados, e lógicamente o mesmo ocorre com os motoristas de carros e outros veículos que muitas vezes ignoram a presença dos motociclistas se valendo da lei do mais forte , esse assunto é bem polêmico, mas para dirimir um pouco seus efeitos a solução teria que partir de cada indíviduo, pois, a EDUCAÇÃO e o RESPEITO  com o próximo deveriam prevalecer nas atitudes dos motoristas e motociclistas em geral , uma vez que muitos não enxergam além de seu próprio umbigo.

     O governo investe em campanhas, mas pouco faz na prática , limitam-se a novas leis que atingem somente os motociclistas : querem proibir a circulação de motos, fazer algumas moto faixas, adesivos e coletes luminescentes, multar por capacetes vencidos, obrigar a colocação de antenas para pipa, proibir circular nos corredores e um milhão de outras coisas que não vão dar em nada, enquanto não tivermos EDUCAÇÃO e o RESPEITO , por isso , temos que prestigiar eventos como esse forum, pelo menos, isto nos trará mais conhecimentos e fará ver na prática que não somos indestrutiveis e que devemos respeitar mais o trânsito e tudo que dele faz parte.

Equipe: MotosBR

Anúncios

3 Comentários

Arquivado em NOTÍCIAS

3 Respostas para “A cada três acidentados de moto, um tem sequelas permanentes !!!

  1. Carlos Veloso

    Ótima matéria, parabéns pelos comentários. A coagitada restrição no número de motos só pode ser de alguém que sequer faz ideia sobre a utilidade, principalmente tendo em vista o enorme fluxo de automóveis nas grandes cidades. Proibir, para esse pessoal, é sempre mais fácil do que racicionar um pouco para encontrar soluções mais plausíveis e condizentes com a nossa realidade. Deixar de desviar as verbas destinadas à educação no trânsito e aplicá-las do modo certo também ajudaria bastante.

  2. Antonio

    O maior problema a meu ver é o excesso de velocidade e confiança por parte daqueles que se acham motociclistas que falam com desdém dos operários do trânsito, que tanto tentam vulgarizar chamando-os de MOTOQUEIROS. Quero lembrar que independente da moto (se é uma 1000cc, ou 125) se vc. acelerar demais vc. bate igual, se machuca igual, ou muito pior que um moto boy. Quero lembrar que as cagadas são feitas da mesma forma, que um copo de cerveja bebido por um moto boy, um harlero, ou piloto de esportiva sofrem os mesmos efeitos. Não sou o dono da verdade cometo erros, mas o que me dói é ver pessoas que se acham grandes pilotos (que nem sabem fazer curva direito em baixa velocidade como conheci um sujeito recentemente assim) se acham os tais, e não sabe que para motos de alta cilindrada os maiores perigos estão nos retôes.

  3. Antonio

    Outra coisa velocidade acima de um determinado ponto deixa de ser segurança para se tornar risco. Falo isso para o bem, pois já participei de inúmeros grupos que sai justamente por causa dos excessos com a velocidade e bebidas. Atualmente para minha segurança não saio mais em grupo. No último grupo eu ia sair fora sem falar nada mas resolvi fazer uma ultima viagem que foi decepcionante, mas por educação disse que foi legal. Cuidado com os grupos motos diferentes tem centros de gravidade diferentes, distancias de frenagem diferentes, e quanto maior a velocidade mais essas diferenças aparecem. Boa sorte a todos, e sucesso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s