Teste da nova BMW G650GS 2011 (Itália)


Teste: BMW G650 GS

 

     Na histórica competição ítalo-nipônica pela posição dominante no mercado de duas rodas na Itália, existe uma terceira força que invade esse “domínio“. É a BMW Motorrad, divisão de motocicletas da marca alemã que continua a sua invasão às ruas das cidades. A gama da BMW é vasta e inclui diversos tipos de motos e, especialmente, diferentes tipos de motores.

     Dentro dessa variada linha, a G650 GS é uma monocilíndrica, como todas as G, pensada para o uso misto. Uma nova moto, mas que pega diversos elementos de outros modelos da marca bávara. O motor, por exemplo, vem da antiga G650 X-Country, uma moto que não teve grande sucesso de vendas, mas que tinha um propulsor potente e consumo de combustível reduzido: 652 cm³ que desenvolvem 48 cv a 6.500 rpm e 6,11 kgfm de torque a 5 mil giros, enquanto que a média era de 30 km/l.

    O quadro de dupla longarina vem de modelos mais bem sucedidos no mercado, como a F800 GS o que confere à nova G650 GS todas as qualidades e características de condução que se tornaram sinônimo da linha GS.

Afim de se adaptar a qualquer pessoa, tanto em relação a tipo e tamanho de corpo, mas também no que diz respeito à experiência de condução, a G650 GS conta com três opções de altura do banco. Quanto ao resto, o modelo tem roda de 17 polegadas na traseira e de 19 na frente. Há também uma ampla gama de acessórios, como manetes aquecidos e freios com ABS.

Em relação ao mercado europeu, a G650 GS joga a sua principal carta nos custos. Ela só será vendida no mercado italiano a partir de 19 de fevereiro por 6.950 euros (algo em torno de R$ 15,7 mil).

Primeiras impressões

por Carlo Valente / InfoMotori / Itália

     Vicenza/Itália – Na hora de pilotar a G650 GS no frio do inverno europeu, se chega a uma conclusão direta: ela é muito semelhante a F650 GS, com centro de gravidade baixo e comportomento bastante confortável. Os 190 kg da moto também parecem não existir dada a maneira com que são controlados.

bmwG650GS_2

     O motor também impressiona. O seu melhor desempenho acontece no regime médio de rotação, mas a suavidade e regularidade que ele trabalha é a sua melhor qualidade. Tanto em acelerações como em retomadas, o maior problema é a caixa de câmbio, que tem uma alavanca muito longa e é preciso pressioná-la com muita força em determinados momentos. A suspensão trabalha bem, mesmo quando precisa aguentar grandes cargas.

bmwG650GS_4

    Mesmo com um test-drive breve, a G650 GS se mostrou uma moto intensa e capaz de superar diversas adversidades, provando ser um modelo que se adequa bem ao uso misto, sem falar do pouco preço e do consumo de combustível também baixo.

Fonte: do InfoMotori/Itália  exclusivo para MotorDream

Fonte: http://motordream.uol.com.br

 

P90065680

bmwG650GS_5

P90065677

Equipe: MotosBR

Anúncios

16 Comentários

Arquivado em BMW, NOTÍCIAS

16 Respostas para “Teste da nova BMW G650GS 2011 (Itália)

  1. Quanto ao resto, o modelo tem roda de 19 polegadas na traseira e de 17 na frente.

    . Não seria ao contrário?

  2. Ivan

    A grande pergunta é : Vem para o Brasil logo, ou só daqui há alguns anos ??

  3. Lucio Palheta

    Podem informar se essa moto com as novas configurações ( farol e painel)será montada pela Dafra de Manaus para o mercado brasileiro?

    Obrigado.

  4. EDUARDO

    Amigos tive uma f 650 e depois dela….nada me satisfaz..as BMW são realmente algo diferente, não é só status não o produto é reaLMENTE SUPERIOR EM VÁRIOS SENTIDOS…BOM VCS REPARARAM? LÁ SAI POR 15 MIL E POUCOS REAIS, BOM POR AKI A GENTE ANDA DE XRE 300 POR ESSE VALOR….QUE MERDA!!!!!!!!!!!!!!!!!

  5. yuri calmon

    Iria com ela do Alaska a Ushuaia fácil!!!

    • selmo

      Yuri tenho uma Vstrom 650 desde setembro de 2010 e realmente sendo uma bicilindrica ela não vibra nada a 110/120 e pretendo ir ao atacama e ushuaia no final do ano. Mas como a vstrom está muito alta para mim e muuito pesada PARA CERTAS MANOBRAS pode ser que eu a venda e compre esta nova G que saiu semana retrasada. Agora, a Vstrom 650 são 67 cc e a G 48/49 vc não acha que sendo monocilindrica vai vibrar demais a 110/120? De qq maneira esta é minha velocidade de cruzeiro..o que acha? quero dizer, sobre a vibração a essas velocidades sendo uma mono?
      Abraço
      Selmo do rio de janeiro

  6. AGUINALDO MORAES

    COMPREI UMA G 650 GS ZERO KM, E VENDI APÓS DOIS MESES, EXCELENTE MOTO, NAO GOSTEI DESIGN ULTRAPASSADO, FOI ESTE O MOTIVO DA VENDA,COMPRAREI O NOVO MODELO(MODELO EUROPEU),LOGO QUE CHEGUE AO BRASIL, ESTOU AGUARDANDO. É BOM QUE A BMW SE APRECE. POIS NAO COSTUMO ESPERAR MUITO.

  7. Marco Oliveira

    chega a nova nas concessionarias BMW a partir do dia 20 de agosto, já tem 500 motos fabricadas em manaus do modelo novo, estão esperando acabar o estoque das velinhas nas concessionarias.

  8. Igor

    Alguém sabe dizer qual será o preço que ela vai chegar aqui? E qual a grande diferença entre ela e a 800 que também vai ser montada no Brasil?

  9. Andre

    Preço 29.000,00 na Caltabiano, Pronta entrega.

  10. Ilan

    É já está aqui. Comprei, paguei 30.200,00 com frete de 400,00.
    Ótima impressão, espero que comprove isso na estrada.
    Ainda lastimo os 14 lts do tanque e as pedaleiras de “mobilete”, vou trocar com certeza.

  11. Otima moto, acabei de vender minha XT 660r para entrar no mundo das BMW. Espero não me arrepender logo com a chegada da nova Teneré 660 ja que sua antecessora é muito valente. Evandro Coradini

  12. Ilan

    Minha G, nova, já está com 1.600 Kms rodados. Destes apenas 70 Kms em terra e 600 Kms de Ctba./Florianópolis. Só posso compará-la com a XT600 que rodei 10 anos. Muito mais conforto, bem mais velocidade sem que se perceba pela boa aerodinâmica. Ótimo consumo, se não forçar sempre a 120/130, faz mais de 25 Kms/p/lt. No amaciamento, em estradas asfaltadas mas de baixa velocidade, nos primeiro 500 Kms, chegou a fazer 28,8, depois na BR101 a 120/130, fez 21 kms p/ lt. Estou esperando alguém com bastante “cancha” em terra, testar e dizer se esses pneus podem mesmo rodar em terra sem causar facilmente uma queda. Por enquanto é a minha grande interrogação. De resto só tenho elogios para o máquina. Excelente.

  13. Webson

    Alguém sabe me informar qual a velocidade máxima desta moto?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s