História – BIMOTA !!!


 

Massimo Tamburini vivia em Rimini na Itália no começo dos anos 70 e tinha um hobby muito particular que era de construir chassis de moto para pilotos locais que participavam de corridas em sua cidade. Em 1972 Massimo se juntou com Signor Bianchi e Mori para fundarem a BIMOTA MOTORCYCLE COMPANY. (BIMOTA é a união das iniciais dos nomes de seus fundadores)

 

O primeiro modelo da nova fabrica foi a Honda-Bimota HB1, fabricada em 1973, que usava além do motor Honda, a mesma proteção de Cromo-Moblibdenium que protegia o chassis da Honda CB 750 Four, como a suspensão Ceriani, tanque e banco esportivo e os freios Brembo, tudo isso foi adaptado das motos japonesas para a nova moto italiana.
Devido ao fato da Bimota construir suas motos manualmente, a procura era muito superior a demanda, iniciando assim uma grande fila de espera e um preço bem elevado para as máquinas italianas.

 

A Bimota iniciou sua participação em competições em 1973 com Amando Corecca com uma Bimota Paton 500cc. Essa moto tinha 65hp a 10.500rpm, mas não conseguia competir com as MV Agusta, Suzuki ou Yamaha da época. A Bimota começou a ganhar sua reputação mundial apenas em 1975, quando o piloto Johnny Cecotto venceu o Campeonato Mundial de 350cc com uma Bimota-Yamaha e logo no ano seguinte com Walter Villa que conseguiu vencer os Campeonatos Mundiais de 250cc e 350cc com a Bimota-Harley Davidson. Outro atrativo naquele ano foi a nova suspensão mono-shock da Morbidelli que a Bimota usou em sua 250cc.

 

Em 1976, os modelos de ponta já alcançavam os 260Km/h com 64hp e já eram equipados com refrigeração líquida. Também em 1976 a Bimota construiu a Aermacchi-Harley 500cc com refrigeração líquida, duas válvulas por cilindro e tinha 4 carburadores, graças a essas modernidades, conseguia alcançar 90hp. Essa máquina mostrou ser muito rápida mas também muito temperamental.

Com a encomenda de 50 chassis feita pela Suzuki para serem usados na TR 500, a Bimota ganhou muita notoriedade, pois essas motos conseguiam produzir 83hp a 9.000rpm, utilizavam rodas de magnésio, freios Brembo e suspensão Ceriani, seu peso a seco era de 121 Kg, e essas motos foram muito utilizadas pelo Governo Britânico, em sua Guarda Motorizada.

A Bimota começou a se popularizar como moto de rua em 1977 com a KB1 que era impulsionada por um motor Kawasaki de 900cc ou 1000cc DOHC Four.
Nos anos 90, a Bimota j fabricava suas motos com sua própria injeção eletrônica e outros vários componentes próprios para as 500cc tanto de pistas como de rua.
A Bimota é hoje uma das mais prestigiadas motos do mercado, sendo muito valorizada por ser uma moto praticamente produzida à mão, dando muita personalidade a essa brava máquina italiana.

fonte: http://www.motoesporte.com.br

Equipe: MotosBR

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em HISTÓRIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s