Piloto Japonês morre durante prova da MOTO2


MISANO – O japonês Shoya Tomizawa, que morreu neste domingo como consequência das graves lesões sofridas durante um acidente na 12.ª volta do Grande Prêmio de San Marino de Moto2, no circuito de Misano, teve a honra de ser o primeiro vencedor da categoria criada este ano no Mundial de Motociclismo, antes chamada de 250cc, categoria de acesso à MotoGP.

Emilio Moneratti/AP - 11/4/2010

foto:Emilio Moneratti/AP – 11/4/2010

Tomizawa no pódio, comemorando a vitória da primeira corrida da Moto2

Natural da Chiba e com apenas 19 anos, Tomizawa conseguiu sua melhor classificação em treinos oficiais no GP do Catar, que inaugurou a Moto2 e foi disputado no circuito de Losail, onde, apesar de não ser um dos favoritos ao título, acabou conquistando a pole position e vencendo a corrida, chegando à frente de adversários mais experientes.

A jovialidade e a simpatia do piloto, que disputou sua primeira corrida no circuito mundial em 2006, no Japão, como convidado na categoria 125cc, o fez ganhar a admiração de todos que formam a estrutura do Mundial de Motociclismo, ao qual chegou como uma das grandes promessas do esporte japonês.

‘Tomi’, como era conhecido por quase todos, começou a pilotar com apenas três anos e, aos 15, estreou no campeonato japonês de 125cc, competição em que terminou em segundo na classificação geral em 2006, mesmo ano em que foi convidado a disputar o GP de seu país do Mundial da categoria.

Um ano depois, encarou um desafio ainda maior ao disputar as categorias de 125 e 250cc no Japão. Em 2008, decidiu se concentrar nas 250cc e conseguiu o vice-campeonato japonês, além de voltar a ser convidado para o Grande Prêmio do Japão, chegando no 14º lugar.

Essa atuação não passou despercebida por várias equipes, e Tomizawa decidiu aceitar a oferta da escuderia Technomag-CIP, a mesma para a qual corria também em 2010, para disputar o Mundial de 2009 com uma Honda nas 250cc.

Seu melhor resultado foi o décimo lugar, conquistado duas vezes, em Motegi e Valência, apesar de ter conseguido completar nove das 15 corridas que disputou, ficando em 17º na classificação final, com um total de 32 pontos.

A atual temporada deveria ser a de sua consagração e começou bem, com a pole e a vitória no Catar, o que foi seguido por uma nova primeira colocação na classificação e a segunda posição no Grande Prêmio da Espanha.

Antes do acidente fatal, Shoya Tomizawa, que era companheiro de equipe do suíço Dominique Aegerter, era o sexto colocado da classificação geral da Moto2, com 82 pontos. Uma vitória, um segundo lugar, um quinto e dois sextos foram seus melhores resultados no ano.

fonte: http://www.estadao.com.br

 

Equipe:MotosBR

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em NOTÍCIAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s