TRAXX / Jialing JH600


Big-Trail JH 600 será a mais barata do país

traxx600-1

O segmento das 600 ficará mais acessível com a nacionalização
da Jialing JH 600 pela subsidiária brasileira Traxx.

Uma 600 por preço de 400, com motor de refrigeração líquida e que atinge 160 km/h.

traxx600-2

A JH 600 é equipada com um motor de 590 cm3 monocilíndrico refrigerado à água de 4 válvulas e comando SOHC alimentado por injeção eletrônica e com câmbio de 5 marchas.

A capacidade do tanque de combustível é de 19 litros, o que deve lhe proporcionar boa autonomia. O peso (seco) da moto é de 195 Kg. Mesmo sendo uma “dual sport”, portanto normalmente mais alta, com a regulagem da suspensão, a altura do assento ao solo pode ficar entre 790mm a, no máximo, 840mm, o que facilita bastante a condução por pilotos não tão altos.
traxx600-3
A JH 600 usa roda de 19 polegadas na dianteira com pneu 100/90 e de 17 polegadas na traseira com pneu 130/80. Os freios são compostos de discos de 300 mm com pinça de 2 pistões na dianteira e 1 pistão na traseira. A suspensão dianteira é da Showa e a traseira é do tipo monoshock.

O painel de instrumentos tem velocímetro e conta-giros analógicos com display digital central com múltiplas funções.

traxx600-4

Com a produção local da JH 600 o Brasil se transformará na plataforma da Jialing para a exportação aos Estados Unidos, onde vende a maior parte da linha já montada em Manaus (AM).

Dependendo da resposta do mercado às novas big-trail, a Honda decidirá se importa a nova Translap 700 já que a Suzuki trouxe a V-Strom 650, o que já está em estudo pela marca.

equipe:motosBR

31 comentários sobre “TRAXX / Jialing JH600

  1. gostaria de adquirir uma 600 dual ou chopper e ajudarei a desenvolver uma moto de confiavilidade no mercado.
    fui um dos primeiros a comprar uma loncin Amazonas 250 2006 vermelha e já rodei nas estradas mas de 20milkm em baixo de sol chuva frio calor serração estradas de barro com minha mulher junto e hoje posso dizer aque minha moto e confiavel podendo viajar 1.300km direto atravessando a noite so parando para abastecer, ir ao banheiro, comer algo. gostaria de fazer o mesmo com voces se derem a chance. 11 9435-1598

    Curtir

    1. Leia isso aqui ô sabichão coxinha!

      “A Dunna 600 é a primeira motocicleta de média/alta cilindrada da marca chinesa, e chega com o apelo do preço altamente competitivo e acessórios que não são poucos, pois ela vem de série já com bauleto e malas laterais, alem de protetor de motor e cárter, chave codificada e painel completo com hodômetro total e parcial, marcador de combustível, conta-giros, indicador de marchas, relógio, horímetro, tomada 12 v, elem de tudo isso já vem com tanque de 19 litros ideal para longos percursos, o banco é em em dois níveis, e a posição da pedaleira e guidão permitem uma posição de pilotagem ereta e confortável como é característica desta linha de motocicletas, para privilegiar longas viagens por variados caminhos. Os freios são a disco nas duas rodas, com disco de 300mm na frente e 240mm na traseira e pistões duplos, e utiliza rodas com aro de alumínio de 19 polegadas na dianteira e 17 na traseira, e vem equipada com pneus de uso misto nas medidas 100/90 e 130/80.
      A Dunna vem com motor de um cilindro com exatos 590 cc de capacidade cúbica, que desenvolve potência máxima de 35,5 cv a 6.000 rpm e torque máximo de 4,6 kgfm a 4500rpm, tem comando de válvulas no cabeçote (OHC), refrigerado a água, motor desenvolvido pela Jialing uma das maiores fabricantes de motocicleta do mundo em parceria com a AVL empresa Austríaca especialista em construção e desenvolvimento de motores a combustão, e alimentado por injeção eletrônica Bosch. Para quem não conhece, a Bosch dispensa comentários quando o assunto é tecnologia, ela foi a criadora deste sistema de injeção eletrônica de combustível em 1912, e já produz a anos e é reconhecida mundialmente pela qualidade de seus produtos. A Stok Car do Brasil usa injeção eletrônica da Bosch. Alem disso todos os componentes eletrônicos desta motocicleta são da SIEMENS, um dos maiores fabricantes de componentes eletro-eletrônicos do mundo. Todo o conjunto de suspensão foi feito em parceria com a SHOWA uma empresa Japonesa especialista em suspensões que são utilizadas por fabricantes do mundo inteiro tais como BMW, Yamaha, Ducate, Harley Davidson, Bombardier, Nissan entre outros. Acho desnecessário falar que a SHOWA é competente na sua especialidade não é mesmo? Lógico que a Traxx não iria jamais entrar a toa neste segmento tão disputado, a motocicleta mesmo levando em conta algumas limitações em relação as suas concorrente não vai fazer feio de jeito nenhum. A Traxx oferece dois anos de garantia para o modelo, porem a maior cartada da Trax sem dúvida foi o preço. Disponível em três cores, preta, azul e vermelha, e com o preço sugerido de R$19.888,00 torna a Dunna 600 simplesmente o melhor custo-benefício do segmento e isso não é pouco olhando para os preços por demais abusivos praticados pelas suas concorrente diretas. Resumindo, a Dunna 600 tem muitas qualidades e vai sim brigar e muito bem pelo seu lugar ao sol, e quem ganha com isso evidentemente são os consumidores.
      A Moto Traxx da Amazônia faz parte do China South Industries Group, um dos maiores fabricantes de motocicletas do mundo e que produz cerca de 8 milhões de motocicletas por ano. No final de 2007, inaugurou em Manaus uma fábrica com capacidade de produzir até 10.000 unidades/ano. Em 2011 vendeu no Brasil mais de 20.600 motocicletas. 70% de suas vendas tem motor até 50 cc, sendo a CUB Star 50 seu “carro chefe”.”

      Curtir

  2. Silvanio, não posso dizer que conheço as motos Traxx, afinal de contas, nunca andei em uma, mas pelo seu comentário, percebo como “brasileiro”, COMO VOCÊ, é que gosta de qualquer merda…

    Pode ser que as motos sejam um lixo, mas se não as conhece (julgo o mais provável), cala-te…

    Se pra você só existe Honda, muito bem, são ótimas motos, entretanto esse preconceito de famigerados intelectuais como você enche o saco…

    Curtir

  3. tenho uma shark 250 éra um sonho muinto linda a moto mas virou um pesadelo desde que conprei não para de cair peças os cromados todos enferrujando..

    Curtir

  4. BOM, EM 2000 COMPREI UMA KASINSKI GF 125, ME CHAMARAM DE LOUCO, RODEI 130MIL KM COM ELA E SÓ VENDÍ PORQUE NÃO PARAVAM DE FAZER PROPOSTAS,SE TRATAVA DE UMA MOTO KOREANA QUE ME DEU MENOS PROBLEMAS QUE UMA BENDITA HONDA XR-200 QUE TIVE ANTES. QUANTO AS MOTOS CHINESAS, TEM MESMO PORCARIAS, COMO A PROPRIA HONDA BR TEM POR EXEMPLO ESSAS POP QUER PIOR? MAS A CHINA QUE EM BREVE SERÁ A PRIMEIRA POTENCIA MUNDIAL, TAMBÉM SABE FAZER COISAS BOAS, TANTO É QUE NA SUIÇA SE IMPORTA RELOGIOS CHINESES,ITALIANOS E ESTADOSUNIDENSES IMPORTAM CARROS E MOTOS E POR AÍ VAI. SÓ DEPENDE DESSAS TRAXX E OUTRAS MONTADORAS TRAZEREM OS PRODUTOS DE PRIMEIRA LINHA, AÍ SIM VEREMOS A TAL HONDA E OUTRAS DECIDIREM FABRICAR MOTOS MELHORES POR AQUI.

    Curtir

  5. estou querendo comprar uma moto, já ouvi opiniões de diversas pessoas que tem marcas diferentes de motos, e acredito que cada um deles puxa o assado para o seu braseiro, portanto temos que respeitar a marca traxx pois todas tem problemas e ninguem pode dizer que é a melhor.
    não tenho experiência , mas a traxx jh 600 é bem atraente , bonita e provavelmente terá um preço convidativo.

    Curtir

  6. Boa noite,

    Pessoal, não sou nenhum entendido de motos, mas já tive uma yamaha 125, 180,
    duas BIS honda, e agora tenho uma Kasinski mirage 250,não vejo essas coisas que todo mundo fala, a minha Kasinski 250, é uma moto fora do comum, muito boa, eu não
    sei aonde esse pessoal arruma tanto defeito, fala mau, de uma coisas as vezes nunca
    possuiram.

    Curtir

  7. olha tenho uma traxx chark 250 ,e adorei a moto, fiz uma viagem com ela em novembro para montevideo, fomos eu e minha esposa mais bagagens, ela se portou muito bem. foram 2200 km muito boa a viagem , bom como viajamos muito gostariamos de uma moto um pouco maior entao como fiquei sabendo desta 600 cc, entao estamos anciosos para saber o preço e quando ela chega. obrigado pela atençao.

    Curtir

  8. Gostei da moto, mas só compraria depois de um ano vendo elas rodarem por aqui.
    Infelizmente os produtos chineses nos deixam desconfiados, não quero dizer que outras marcas não têm problemas, vejam as 300 da Honda que vazam ou vazavam óleo, mas depois de passarem pelos testes se realmente forem confiáveis e os preços bons, teria uma sem problemas.

    Curtir

  9. 195kg p/ uma trail monocilindrica?
    essa moto é feita de chumbo?
    a antiga DR650 carenada e a XT600 pesam 155kg/seco.

    Curtir

  10. O povo brasileiro esta acostumado com honda e yamaha que monopilizaram as motos e preços em nosso pais.ja tive moto de origem chinesa e não me arrependi nem um pouco,se tivesse dinheiro com certeza iria adquirir a jh 600 pois precisamos acabar de vez com esses preços abusivos praticados pelas japonesas.a traxx esta de parabéns por trazer esse produto para o brasil, e se quiserem me doar uma dessas para rodar e fazer os testes no dia dia e na pratica ficarei muito feliz.obrigado.

    Curtir

  11. ESTIVE NO SALAO DUAS RODAS E ACHEI A MOTO MUITO INTERESSANTE E BEM ACABADA , ELA E UM CLONE DA EXCELENTE SUZUKY FREEWIND. SE CUSTAR 20000 VAI VENDER MUITO , INCLUSIVE EU FIQUEI MUITO INTERESSADO POIS ESTAVA QUASE DECIDIDO POR UMA BMW G650GS , POREM COM 10000 DE DIFERENCA FICA DIFICIL.
    RESTA SABER SE VAI HAVER UMA REDE DE CONCESSIONARIAS CONFIAVEL E CUSTO DE MANUTENCAO.

    Curtir

  12. Honda Jialing fabricantes de equipamento do gramado e jardim só. As motos Jialing não são fabricados em afiliação com a Honda.

    Em um ano Jialing vende cerca de cem ou menos do JH600 e não é bem suportado, o JH600 stalling tem problemas e problemas de superaquecimento, idles em 1800rpm …. O EFI é problemática.

    Para comprar um na China uma pessoa tem que encomendá-los a partir da fábrica, eles só fazem cerca de cinco por mês e todas as partes também têm de ser encomendados direto da fábrica.

    Atualmente Jialing não tem centros de serviços autorizados na china! Aqueles que compraram o modelos 2010 estão lutando para conseguir as motos para correr bem.

    Curtir

  13. The JH600 is a pretty good bike, until it starts stalling unpredictably. If you own one, and it starts stalling after 8k or 10k km, you’ll learn that Jialing is a highly irresponsible company — a big government-owned (former military) enterprise that only knows a bit about manufacturing, and knows absolutely nothing and cares nothing about service or customer support. Search for “jh600 stalling” on http://www.mychinamoto.com and see for yourself.

    Will Traxx be any better? Caveat emptor.

    Curtir

  14. Se a Traxx vier para o Brasil com a intenção de empurrar máquina ultrapassada e, ainda por cima, deixar faltar peças, fechará as portas, como aconteceu com a Agrale Motos (que usava o motor Cagiva italiano, mas que não tinha peças sobressalentes no Brasil). O mercado brasileiro de motocicletas já está bem amadurecido, e não aceita ;mais qualquer trambolho. Então, Traxx Motos, traga para o Brasil máquinas confiáveis, e tenha uma boa assistênia pós venda, senão suas portas se cerrarão para sempre. Nossas motos (Honda, Yamaha, Suzuki, Kawasaki,etc) são ótimas, portanto, por favor, não traga bagaceira para cá. E mais, Traxx Motos, cuidado com o PROCON e a Justiça de Pequenas Causas!… Pois, se trouxer “porqueira”, o “pau vai pegar”!!! E esta alerta serve para todos. A Harley-Davidson mesma está se ajustando em nosso mercado, depois de uns intempéries… Já a BMW está se primando por um atendimento VIP, inclusive no pós venda. E, finalmente, desejo , Traxx Motos, boas vendas da JH 600 Duna, que lançará em nosso mercado. Mas, ” abra o olho chinesada”…

    Curtir

  15. Tenho apenas 20 mil km de JH 600, rodados pela américa e aqui pelo interior. Deixo aqui alguns prós e contras. Contras : corrente, solda do escape, saída da tubagem fica em brasa (é fina), acionador do pisca pifou, carenagem complexa e frágil para remoção do filtro, o cavalete entortou, a lampada do farol queimou, relação de marcha horrível entre 1ª e 3ª, (na cidade tem que ser controlada na embreagem) O máximo que conseguiu com gasolina de bandeira foi 21 km. A favor: bom freio, confortável, muito torque, atende quesito estrada asfaltada de longa distância, faixa de viagem 100 a 140 se necessário, a moto melhorou mudando o padrão de pneus. o farol melhorou com melhor qualidade da lâmpada. Ainda tem muito que melhorar na qualidade. A assistência técnica ainda não conhece a moto, mas vai melhorar.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s